Castração em cães e gatos é mesmo importante?

A castração dos cães e gatos é muito debatida na sociedade, sendo um assunto que, na maioria dos casos, é baseada unicamente na opinião de cada dono. A castração é realmente muito importante?

A resposta é: sim, porém depende da fase da vida e do sexo do animal. Por exemplo, as cadelas e as gatas precisam, por questões de saúde, serem castradas mais cedo do que os machos, enquanto os animais idosos apresentam mais desvantagens do que vantagens com a castração.

Neste artigo, você aprenderá tudo sobre a castração de cães e gatos, bem como seus benefícios e dicas para que essa cirurgia seja a mais segura possível!

Benefícios da castração em cães e gatos

A castração dos nossos pets traz diversos benefícios, tanto para a saúde deles quanto para o seu comportamento. Os gatos são os que mais se beneficiam após a castração, pois ficam muito mais calmos e com menos tendencias a fugir de casa. Veja a seguir tudo sobre os benefícios da castração em cães e gatos!


Evita que o pet fuja de casa

O principal motivo que faz os cães e gatos fugirem de casa é a vontade de acasalar, principalmente se sentirem que existe um animal de sua espécie, do sexo oposto, entrando no cio.

O problema disso é que muitos animais se perdem ao fugir, correm riscos de acidentes ou de até mesmo voltar para casa trazendo doenças prejudicais para ele e para sua família.

Ao castrar seu pet, o instinto natural da reprodução se perde, o que inibe sua vontade de fugir de casa à procura de companhia, o mantendo em segurança.

Previne gravidez indesejada

É normal que convivendo com animais do sexo oposto, ou sendo atraídos pelos que estão nas proximidades de casa, o seu bichinho acabe acasalando, o que pode gerar para você uma gravidez indesejada.

A chegada de filhotes pode gerar custos não planejados na vida da família. A melhor forma de evitar que isso ocorra é a castração, tornando seu cão ou gato estéril.

Cão e gato ficam mais calmos

Ao castrar seu cão ou gato, alguns hormônios produzidos pelo corpo, que estão diretamente ligados ao sistema reprodutivo, sofrem modificações, como a testosterona.

Esse hormônio o torna mais propenso a comportamentos raivosos e destrutivos. Após a castração, a tendência é que seu pet fique mais calmo e dê menos trabalho sem destruir a casa!

Evita a marcação do território em todo lugar

A castração, além de tornar o animal mais calmo, pode reduzir alguns hábitos que os donos não gostam como a marcação de território. Esse e outros hábitos que são ligados aos hormônios da reprodução têm mais chances de deixarem de existir quando a castração ocorre cedo, sendo difícil para animais mais velhos perderem um costume de muito tempo.

Ao ser castrado, o cão ou gato não sente a necessidade de reivindicar o território de outro. Ato que está diretamente associado com a dominação de uma área, o que para eles quer dizer ser o mais qualificado para a reprodução em uma disputa, por exemplo.

Combate comportamentos agressivos

A maioria dos comportamentos agressivos são associados aos hormônios sexuais, como citado anteriormente. Os cães e gatos, após a castração, são menos territoriais, e podem deixar de ver outro animal como um rival.

O sistema reprodutivo inativo inibe a produção de compostos químicos que chegam ao sistema nervoso do cão ou gato. Porém, é importante saber que nem só com essas células que os nervos deles são ativados. A castração dá um passo importante no comportamento agressivo, mas não é responsável por tudo!

Previne vários problemas de saúde

Quanto mais cedo a castração for feita, menos problemas de saúde o seu bichinho tem chance de desenvolver. Nas fêmeas, doenças graves de útero e mama são extintas, enquanto nos machos problemas relacionados aos testículos são evitados.

Os animais também evitam adquirir DSTs, uma vez que não sentem vontade de ter relações sexuais. Esse cuidado com a saúde faz bem para os donos também, já que algumas dessas doenças podem ser transmitidas para humanos.


Dicas para uma castração segura de cães e gatos

Como toda cirurgia que os animais e os humanos fazem, a castração não está imune a riscos. Porém, existem escolhas e situações que os diminuem, tornando a cirurgia mais segura. Veja abaixo algumas dicas para deixar a castração do seu cão ou gato mais segura!

Faça a castração cedo

A castração com o animal ainda jovem é o mais seguro e recomendado. Nas fêmeas, a partir dos 5 meses já se pode realizar a cirurgia, antes do primeiro cio. Isso evita o desenvolvimento das mamas, gerando menos riscos de saúde nesses órgãos.

Nos machos, o recomendado é entre os 6 meses e 1 ano de vida, por ser uma idade que o corpo já está desenvolvido suficiente para aguentar o processo e novo o bastante para se recuperar rápido.

Quanto mais velho for seu pet, mais riscos ele corre na cirurgia. Por esse motivo, não é recomendado a realização da castração após os 6 anos de vida dos cães e gatos.

Escolha um profissional qualificado

Na busca de um médico veterinário para castrar seu amigo animal é necessário reduzir ao máximo os riscos. Procure profissionais que você confie, com um bom histórico de cirurgias feitas e, de preferência, um em que algum conhecido seu possa confirmar a qualidade do trabalho.

Profissionais qualificados são capazes de explicar tudo sobre os riscos e o que precisa ser feito antes e depois da castração, além de lidar com seu pet da melhor maneira possível.

Tome cuidados pré e pós castração

A castração não custa caro quando se leva em conta os benefícios futuros, tanto para o financeiro quanto para a saúde do seu animal. Não é gasto, é investimento!

Para a pré castração, realize exames de sangue para verificar a saúde. É preciso estar de jejum alimentar de 8h a 12h antes da cirurgia e sem beber água 6 horas antes. Isso ocorre para que, ao ser anestesiado, o animal não acabe vomitando e se engasgando, o que pode sufocá-lo.

Para a pós castração, os cuidados com a ferida vão desde manter o ponto bem limpo e higienizado, sem deixar o animal mexer no local, até tomar os remédios para dor e cicatrização adequadamente, de acordo com a quantidade recomendada pelo veterinário.


Castração é um ato de amor

Você acabou de ver os diversos benefícios que a castração trará para a vida do seu animal de estimação e para a família que vive com ele. Viu também como tornar a cirurgia mais segura, com cuidados que são importantes de se seguir.

Dentre os principais benefícios, vale destacar os riscos baixos com doenças e a melhora no comportamento do animal. Além disso, o seu animal vive melhor, mais tranquilo e com menos riscos de acabar fugindo, ajudando no prolongamento de sua vida. A castração dos nossos pets, ao contrário do que muitos pensam, não é uma limitação que é imposta na vida deles, e sim um ato de amor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.