Semana do Voluntariado

Semana do Voluntariado

A Hachi Ong – Proteção Animal agradece o convite da empresa Schneider Electris-Blumenau para participar da ação Semana do Voluntariado realizado na empresa.

HACHI ONG e Aprablu fizeram parte dessa ação pelo Bem Estar Dos Animais.

Como resultado tivemos a doação do Pelé pela Aprablu.

Queremos levar para outras empresas o Projeto de Posse responsável.

Fotos Fan Page Hachi Ong

Vídeo ao Vivo

Doado o cãozinho Pele para o Rafael.

 

Nota – Parque dos Animais – Parcão Blumenau

Prezados

Queremos esclarecer que o Projeto do Parque dos Animais – Parcão como chamamos foi desenvolvido pela Hachi Ong, com o maior critério e Bem Estar dos Animais.

Solicitamos em reunião junto da Faema que realizassem o fechamento do Parque na segunda-feira para limpeza de higienização do Parque para que tivéssemos o Bem Estar dos Animais.

No Projeto que a Ong fez e foi apresentado para o Poder Público Prefeitura e Faema lá consta os horários de funcionamento do Parque , que também por nossa solicitação e o Bem Estar dos Animais tantos domésticos como silvestres que ali no local e perto se habitam o horário fosse das 7:00 às 19:00 por conta da Luz para não atrapalhar os animais “Silvestres” que permanecem perto.

Não iremos concordar com outro horário e sim Lutamos pelo Bem Estar dos Animais.

Equipe Hachi Ong – Proteção Animal.

Fonte : Nota Oficial Hachi Ong – Proteção Animal

Leishmaniose Visceral – Vitória

Ministério da Saúde autoriza tratamento de cães com Leishmaniose

FOTO ABAIXO ASSINADO

Fonte : Matar não resolve

Tratamento de cães com LVC fica autorizado com o Milteforan®

Informações no Blog

brasileish

Membros da Braileish

Durante os quase 103 anos da história da Leishmaniose Visceral nas Américas, a Medicina Veterinária evoluiu bastante, principalmente no diagnóstico e na prevenção. O encontro de uma medicação de uso exclusivamente veterinário, com registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), com eficácia clínica, laboratorial e, sobretudo que bloqueia a transmissão representa um marco importante para encerrar uma discussão que já dura mais de 60 anos. O medicamento será comercializado a partir de janeiro de 2017.

A Miltefosina é um fármaco que vem sendo utilizado na Europa para o tratamento Leishmaniose Visceral Canina (LVC) desde 2007, com o nome comercial de MilteforanÒ (Laboratório Virbac). No início de 2010, o laboratório solicitou junto ao MAPA e ao Ministério da Saúde (MS), autorização para a realização de um estudo experimental para avaliar a sua eficácia em cães do Brasil. No entanto esta solicitação foi negada e o projeto foi momentaneamente suspenso. No início de 2013, outro protocolo de estudo foi apresentado, e após o deferimento do Ministério da Agricultura, teve início a construção de um canil experimental com todas as normas de segurança que foram exigidas para o seu início, e finalizando o experimento no ano de 2014. O relatório foi submetido para a aprovação em 2015, e somente em agosto de 2016 o medicamento foi liberado.

“A portaria Interministerial ANVISA-MAPA 1.426 de 11/07/2008, proíbe o tratamento da Leishmaniose Visceral em cães com drogas de uso humano (Anfotericina B, Anfotericina Lipossomal e Antimoniato) ou outras drogas não registradas no MAPA”, assinala o Dr. Fábio dos Santos Nogueira, Médico-Veterinário, que esteve à frente das pesquisas, juntamente com a Drª. Ingrid Menz e o Dr. Marcio Moreira.

Dr. Fábio dos Santos Nogueira e Dra. Ingrid Menz são membros do BRASILEISH – Grupo de estudos em Leishmaniose Animal, junto com os doutores: Vitor Márcio Ribeiro, André Luis Soares da Fonseca, Manfredo Werkhauser, Paulo Tabanez, Sydnei Magno da Silva, Filipe Dantas-Torres, Octavio Estevez e Antônio. Este grupo, que se reúne regularmente para discussão de trabalhos e pesquisas acerca da Leishmaniose Animal no continente Americano, busca de forma constante assessorar seus membros nas pesquisas que contribuam no avanço do controle e do manejo da doença. O resultado da pesquisa ora apresentado tem o total apoio do BRASILEISH e confirma as orientações dadas sobre o controle da LVC no Brasil.

O produto será vendido como medicamento controlado, de acordo com a IN25 do MAPA. Para comprá-lo, toda a cadeia de comercialização do produto deverá estar devidamente regularizada no Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (SIPEAGRO), do Ministério da Agricultura. Esta obrigatoriedade não atinge o proprietário dos animais em tratamento, que serão cadastrados em um sistema web, com aplicativos para smartphones, para que se possa controlar o uso do medicamento.

A Nota Técnica Conjunta n° 001/2016 – MAPA/MS foi a que permitiu que o Ministério da Agricultura emitisse o registro final do produto para a Virbac, de acordo com a mensagem abaixo, endereçada ao responsável pela empresa:

A sua solicitação para REGISTRO DE PRODUTO foi DEFERIDA.

Comunico registro do produto denominado MILTEFORAN 2% SOLUÇÃO ORAL PARA CÃES informando que a emissão do registro além de baseada nos Pareceres de Fiscais Federais Agropecuários foi corroborada pelo Ministério da Saúde em cumprimento ao que determina o Art. 3° da Portaria Interministerial 1426, de 11 de julho de 2008, através da Nota Técnica Conjunta n° 001/2016 – MAPA/MS.

Brasil era o único país que proibia o tratamento de cães com LVC

Dr. Nogueira, que ofereceu 18 anos de sua vida profissional com dedicação exclusiva na tentativa de dar uma qualidade de vida para os cães com Leishmaniose Visceral, explica que a demora para aprovar esse tipo de medicamento ocorre porque a maior preocupação do Ministério da Saúde ainda é com a resistência parasitária, por ser uma doença reemergente, em franca expansão, e que apresenta poucas formulações disponíveis para o tratamento da Leishmaniose Visceral Humana.

“Era imprescindível também determinar o papel dos cães tratados na epidemiologia da doença. Poucos estudos no Brasil foram conduzidos buscando avaliar a infectividade destes animais tratados com a utilização do Xenodiagnóstico. Neste estudo, além do Xenodiagnóstico que foi realizado em todos os animais do estudo, foi utilizado também a técnica de reação em cadeia pela polimerase em tempo real (rt-PCR) de fragmento de pele com quantificação e avaliação da carga parasitária”, complementa.

Para o pesquisador, a liberação desta formulação específica para ser utilizada nos animais, além de encerrar uma discussão jurídica importante, proporciona uma melhor qualidade de vida para os seus pacientes. “Vale lembrar que o tratamento com esta medicação não fere a portaria citada, que proíbe o tratamento com produtos usados em humanos”, ressalta.

Certamente os donos de animais estão muito felizes em saber que as pesquisas e os resultados referentes ao tratamento canino estão caminhando.

Nota técnica conjunta sobre o medicamento Milteforan, para tratamento da leishmaniose canina no Brasil \o/ \o/ \o/

nota

Fonte : Dr. André Luis Soares da Fonseca

Negão meu querido e amado filho de 4 patas,
Venceu a leishmaniose.

negão

Fonte: Vivi Vieri

Acompanhe mais informações na Fan Page O Cão Não é o Vilão

Queremos deixar registrado homenagem recebido por ajudar a Causa do Bem Estar Animal.

Via Vivi Vieri
GRATIDÃO, É SÓ O QUE PODEMOS FALAR A ESSES BRAVOS GUERREIROS!
CADA UM EM UMA FRENTE, ENFRENTANDO COM GARRA E DETERMINAÇÃO, CRÍTICAS DE COLEGAS, PROCESSOS , PERSEGUIÇÕES, ENFIM, A VITÓRIA CHEGOU.
ACREDITO QUE CADA DIFICULDADE DEU MAIS FORÇAS PARA QUE SEGUISSEM ADIANTE.
VITÓRIAS NA JUSTIÇA, VITÓRIAS NA PESQUISA, COM A LIBERAÇÃO DO MILTEFORAN E MAIS VITÓRIAS VIRÃO.
GRATIDÃO É A PALAVRA QUE MAIS SENTIMOS POR VOCÊS , PELO QUE SÃO E POR TUDO QUE FAZEM POR NÓS TUTORES E NOSSOS ANIMAIS!
OBRIGADA A DEUS, QUE INSPIROU, ILUMINOU ESSES CORAÇÕES!
NOSSA HOMENAGEM SILENCIOSA AOS INÚMEROS ANIMAIS QUE MORRERAM SEM CHANCE E AOS SEUS TUTORES QUE SOFRERAM.
SABEMOS QUE O CÃO NÃO É O VILÃO, E QUANDO FOI PROVADO CIENTIFICAMENTE QUE O CÃO NÃO ERA O RESPONSÁVEL PELA DISSEMINAÇÃO DA DOENÇA, OS GUERREIROS FORMA À LUTA!
AQUI DEIXAMOS NOSSO MUITO OBRIGADA!
O MEU OBRIGADA PESSOAL A TODOS QUE NOS APOIARAM NESSA LUTA, AMIGOS DE JALES, PROTETORES DE JALES, VETERINÁRIOS DE JALES, JUÍZES E PROMOTORES, AMIGOS DO BRASIL QUE SEMPRE ACREDITARAM QUE JUNTOS SOMOS MAIS!
OS ANIMAIS AGRADECEM!
SINTAM-SE TODOS MARCADOS!
GRATIDÃO A TODOS OS AMIGOS DO FACE!
Monique Seba Carlos Alberto Brito Neto Policlinica Veterinaria II Cantinho Dos Animais Bel Sarmento Patricia Patthylene
Laura Elis Reis Sandra Popolo Fátima Schroeder Vinícius Ouriques Ribeiro Viviane Alexandre Sueli Amaral Alexander Welker Biondo Rosangela Ribeiro Gebara Mariana Zwicker Virginia Abreu De Paula Nazaré Moraes Direitos Animais Raul Antonio Rose Chaves Sheila Varotto Benedita Queiroz Nadiélle D. Leite Rafaela Dão Leite Sandra Maria Sandra Queda Sandra Barretto Sandra Varteca Andrea Miketen Paulo Eduarte Miranda Paulo Lanna Lanna Tania Loreto Tania Bellani Renata Traskine Danubia Alexandre Bácaro Angela Rosa Maluf Angela Corsini Nivaldo Batista de Oliveira Tiago Abra Cândida Rosimeire de Oliveira José Devanir Garça Rodrigues Ana Paula Soler Rodrigues Ana Maria Saura Rodrigues Aracelli Bartolomeu Garcia Renan Alves Fabio Silveira Iracema Quintela Landim Iracema Dias Kalynara Kaly Flávia Mazocato
Via Sueli Amaral – Presidente Hachi Ong ( Licenciada ).
A anos lutamos ? Vitória e muitos ??? desistir jamais #pelosanimais#pelaspessoas #peloplaneta podemos mudar o mundo sim ??❤️? A União faz a Força ? um grande abraço a todos ?

Workshop “Defesa da Fauna “

Workshop “Defesa da Fauna “

Atenção Florianópolis! Inscrições abertas para o workshop Defesa da Fauna, realizado pelo Ministério Público de Santa Catarina, que ensina sobre o direito e a proteção dos animais. Acontece no dia 02 de setembro e é destinado à sociedade em geral, ONGs e órgãos públicos. Inscreva-se, marque os amigos interessados! http://goo.gl/2R4yCk
Dúvidas e informações: (48) 3229-9200.

Workshop “Defesa da Fauna ” participando voluntariamente em Florianópolis / SC.
Guilherme Gropp representando Hachi Ong – Proteção Animal. ( Biólogo ).

2 3 4 5 6 7

8 9 10

Workshop “Defesa da Fauna ” participando voluntariamente em Florianópolis / SC.
Guilherme Gropp representando Hachi Ong – Proteção Animal. ( Biólogo ).
Entrevista para a ACAERT- Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão.

11

Oficina de Implantação Do Programa Vida No Trânsito

Oficina de Implantação Do Programa Vida No Trânsito

dive8

Rede Vida No Trânsito 

Em uma iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado, Blumenau é a primeira cidade do país, com menos de um milhão de habitantes que recebe o Programa: Vida No Trânsito.
Com a Programação nos dias 28 e 29 de junho, encerrou-se às 17h30 a primeira oficina de formação dos servidores da Secretaria da Saúde, da educação, da Defesa do Cidadão Municipal, da Secretaria da Saúde do Estado, Policiais: Civis, Militares e Rodoviários Federal e Estadual, além de membros de ONG’s inclusive de defesa Animal como a HACHI ONG e membros dos Conselhos Comunitários de Segurança.

dive

dive5 dive1

dive2

Sueli Amaral – Presidente Hachi ong

Vera Lídia de Oliveira – Apoiadora do Ministério da Saúde ampliação do Projeto Vida no Trânsito . Chefia da Coordenação da Chefia da Coordenação de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba ( PR ). Coordenação da Comissão de Informação do PVT Curitiba.

Otaliba Libânio de Morais Neto – Coordenador da Comissão Interministerial do Projeto Vida no Trânsito. Médico, Mestre e Doutorado em Saúde Coletiva.Professor do Departamento de Saúde Coletiva do Instituto de patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás ( IPTSP/UFG). Coordenador do Curso de Formação EAD do Projeto Vida no Trânsito.

Vitor Pavarino – Consultor Internacional da Organização Pan – Americana de Saúde ( OPAS/OMS). Bacharel em Sociologia,Licenciado em Ciências Sociais pelo Instituto de Ciências Humanas e Mestre em Transporte Urbanos pela Faculdade de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Brasilia ( UNB).

Leonardo Pereira – Diretor de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Florianópolis.Médico, Mestre em Administração e Doutorado em Ciências da Saúde

dive3 dive4

Parque – Pet Place

p

“Respeitar os animais é um dever de todos, amá-los é um privilégio de poucos.”
Feliz muito feliz ? completamos 6 anos de Hachi Ong Proteção Animal ❤️ e a cidade ganha um Parque para animais de estimação ?❤️?
Foi inaugurado na manhã deste sábado (14), a Praça Pet Place situado na rua Felipe Camarão no bairro Vila Nova.

Feliz muito feliz ?❤️?

IMG_0705

 Foto:Borges In The Mix

napolaeoInaugurada hoje a primeira praça pública destinada aos animais de estimação, o Pet Place! O espaço de diversão dos pets fica na rua Felipe Camarão, no bairro Vila Nova. A Secretaria de Planejamento Urbano desenvolveu o projeto para a execução do parque, que é resultado de uma parceria entre o Ministério Público, a empresa Electro Aço Altona e Prefeitura. Mais uma bela área de lazer aos blumenauenses! ‪#‎pets‬ ‪#‎Blumenau‬

Via Prefeito de Blumenau   Napoleão Bernardes

 

Placas

placa4 placa placa1 placa3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vídeo

 

Foie Gras – LC nº 1008/2015

patos

LC nº 1008/2015

 

 

 

 

 

 

 

errata

ERRATA: A lei do foie gras em Blumenau foi aprovada com uma emenda. A proibição da venda foi tirada. Ficou proibido somente a produção. Apesar de ainda assim termos uma vitória, vamos continuar lutando com nossas afiliadas e aliados locais para uma proibição da venda também.
Esperamos continuar contando com sua força! Mais uma vez nossa imensa gratidão à todos que enviaram emails Emoticon smile
Saiba mais: http://bit.ly/1Qf9DFs

 

a

 

INCRÍVEL: depois de nos unirmos e mandarmos emails o prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, sancionou o projeto de lei que que proíbe a produção e a venda de foie gras no município. O PL havia sido aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores da cidade no dia 29 de outubro. Com a sanção do prefeito, agora esta pratica é considerada maus tratos aos animais e o descumprimento da lei infração gravíssima.

Nossa imensa gratidão a todos que participaram.

Napoleão Bernardes

Não ao foie gras!

Na tarde de ontem sancionei a lei 1.080, que considera infração gravíssima a utilização de métodos de alimentação forçada na produção do patê de fígado de aves como patos e marrecos.
Esta é a 1ª lei sobre a causa no sul do Brasil e a 3ª no país.
Blumenau está transmitindo sua mensagem de intolerância ao sofrimento dos animais.

 

pmb11

pmb1pmb2

 

Nosso muito obrigado Prefeito Napoleão Bernardes por apoiar o trabalho voluntário e #sancionar a Lei 1008.Queremos agradecer o apoio do Forum Nacional de Proteção e Defesa Animal através da Hachi Ong Proteção Animal ( Conselho Deliberativo a qual a Hachi Ong Proteção Animal faz parte ) Dr.Vania Plaza Nunes , Elizabeth MacGregor e Angela Caruso e da HSI – Humane Society International através da Sandra Limande Lopes e Crueldade Nunca Mais Lilian Rockenbach e Sociedade Vegetariana Brasileira – SVB Marly Winckler e Ricardo Laurino e todos que ajudaram para se tornar a 3 ª cidade do Brasil a #proibir a #produção e#comercialização do Foie Gras, também a Evelin Huscher como Vereadora,aprablu associação de proteção animal de blumenau e Hachi Ong por todo o movimento e mostrarmos para a população o que era o Foie Gras…A União faz a Força … Os animais agradecem

 

 

Agora é lei: Blumenau proíbe a produção e venda de foie gras no município

Blumenau, 27/11/2015 – Desde esta sexta-feira, 27, Blumenau é a terceira cidade brasileira a proibir a produção e comercialização de foie gras (patê de fígado gordo de pato ou ganso) no município. O prefeito Napoleão Bernardes sancionou nesta data a Lei Complementar n° 1008, que dispõe sobre o assunto.

O Projeto de Lei Complementar proibindo a produção e comércio de foie gras no município, de autoria da vereadora suplente Evelin Huscher (PT), havia sido aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores de Blumenau no dia 29 de outubro. Com a sanção do prefeito, agora esta pratica é considerada maus tratos aos animais e o descumprimento da lei infração gravíssima.

“Com a aprovação desta lei, assim como a proibição do aluguel de cães para guarda patrimonial, de animais em circo e das puxadas de cavalo, Blumenau dá um recado para todo o Brasil: aqui não aceitamos a crueldade contra os animais!”, comemorou a vereadora Evelin Huscher, ativista e voluntária da Aprablu (Associação de Proteção Animal de Blumenau).

A cerimônia de assinatura da LC nº 1008/2015 foi acompanhada por representantes de quatro ONGs de proteção animal da cidade (Aprablu, Hachi ONG, Focinho Feliz e Operação Gato de Rua), da vice-presidente da Comissão de Proteção Animal da OAB/SC, Cínthia Klug, além do novo diretor do Cepread (Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos de Blumenau), Luís Carlos Kriewall, empossado nesta sexta-feira, 27.

Foie gras – A Çlei Complementar nº 1008/2015 acrescenta ao Artigo 4º, da Lei Complmentar nº 530/2005, que “dispõe sobre o controle e a proteção de populações animais”, o parágrafo 4º (considerando maus-tratos aos animais a utilização de métodos de alimentação forçada para produção de patê de fígado e outras técnicas similare no município”). O descumprimento do artigo é considerado “infração gravíssima”, conforme fica expresso no parágrafo 5º.

O patê de fígado de pato ou ganso (foie gras) é feito com a alimentação forçada das aves, entre a 10ª e a 14ª semana de vida, período em que o animal recebe de 400 a 900 gramas de alimento, de duas a três vezes ao dia. Os animais são mortos após o fígado expandir significativamente e atingir 60% de gordura.

No Brasil, os municípios de São Paulo e Sorocaba já têm legislação específica sobre o assunto, aprovadas em 2015. Na capital paulista, a lei que proíbe o comércio e a produção de foie gras na cidade foi sancionada em junho e entraria em vigor em agosto, mas foi suspensa pela Justiça por força de liminar atendendo pedio da Associação Nacional de Restaurantes.

Em Sorocaba, a Câmara de Vereadores aprovou e promulgou lei proibindo a fabricação e comércio do foi gras em agosto. Naquele município, será aplicada multa de R$ 5 mil para quem descumprir a regra, dobrando em caso de reincidência.

Irene Huscher
Jornalista / Simpatizante causa animal

 

Apoiamos a proibição e comércio do Foie Gras sempre pensando no Bem Estar dos Animais.

OAB/SP utiliza a tribuna para abordar a proibição do patê foie gras

 

MONT-DE-MARSAN, FRANCE - OCTOBER 27: A farmer forcefeeds grain to a duck, October 27, 2005 as part of the process to fatten its liver for foie gras in Southern France. With more instances of avian flu being discovered in European countries, the threat to poultry farmers livliehoods is becoming ever greater, prompting an edict forcing farmers in some areas of France to bring all free range birds under cover. (Photo by Pascal Parrot/Getty Images)

Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB/SP utiliza a tribuna para abordar a proibição do patê foie gras

foiegras

 

Apoiamos a proibição e comércio do Foie Gras sempre pensando no Bem Estar dos Animais.
Votação do PLC 1469/2015 que proíbe e fabricação e comércio do foie gras em Blumenau será dia 29/10/15 na Câmara de Vereadores de Blumenau. A sessão começa às 15h e a votação deve acontecer a partir de 16h

Fotos Fan Page Hachi Ong – Proteção Animal

Venda de Foie Gras é proibida em Blumenau

Foie-grass-manifestação-1

 

Protesto em frente à Catedral São Paulo Apóstolo com uma pessoa sinalizando que a alimentação forçada de patos e gansos pode causar várias doenças, algumas levando à morte.

s

ss

1

11988350_1204148976277364_4419456360955590242_n

Cão no Parque

Cão no Parque 28 de Novembro

ramiro (2)

 Venha participar dia 28 de novembro estaremos no Cão no Parque – Parque Ramiro Ruediguer a partir das 14:30 horas até às 17:30 horas realizando o

Dog´s Day Park.

Encãontro de aumigos e amigos, venha e traga eu animal será divertido.Teremos brindes e uma equipe médica orientando sobre o ‪#‎NOVEMBROAZUL Animal, Campanha de Prevenção contra o Câncer de Próstata em Cão ou Gato.

Não se esqueça de trazer 1 kilo de ração para as Ongs que estão participando

 

ramiro-face-capa-NOVEMBRO

Página de Eventos Facebook 

e Fan Page Hachi Ong Proteção Animal 

 

site01 site6 site7

Médico Veterinário presente no Cão no Parque Dr. Célio Juliano Ferreira CRMV 4750 SC

Lembrancinhas da Creche Patinhas 

site001

Agradecemos as doações de ração que recebemos no Cão no Parque das pessoas que nos visitaram

site0001

CANCELADO E TRANSFERIDO PARA 28 E 29 DE NOVEMBRO O CÃO NO PARQUE

Venha participar dia 31 de outubro estaremos no Cão no Parque – Parque Ramiro Ruediguer a partir das 14:30 horas até às 17:30 horas realizando o

Dog´s Day Park.

Encãontro de aumigos e amigos, venha e traga eu animal será divertido.Teremos brindes e uma equipe médica orientando sobre o‪#‎OUTUBROROSA‬ Animal, Campanha de Prevenção contra o Câncer de Mama em Cadelas e Gatas.

Não se esqueça de trazer 1 kilo de ração para as Ongs que estão participando

Hachi Ong e Operação Gato de Rua.

cp

 Nosso objetivo levar os Cães para os Parques de Blumenau,nossa luta e Vitória.
Parabéns Secretaria de Turismo em levar essa nossa luta pelo Bem Estar dos Animais.
No sábado e domingo, dias 29 e 30 de agosto, a programação é para os caninos. Neste dias, o Parque Vila Germânica recebe o Cão na Vila. Já no Parque Ramiro Ruediguer acontece a primeira edição do Cão no Parque, um novo evento da Prefeitura de Blumenau voltado para o convívio consciente dos cães e seus donos. Durante os dois dias, os caninos vão poder passear pelo Ramiro.

 

fb

Cão no Parque Ramiro

 

Fotos Fan Page Hachi Ong 

 

 

 

Projeto Cão no Parque pode virar evento fixo nos fins de semana de Blumenau

17601912

 

É mais uma área de lazer para promover a conscientização em relação aos animais, por isso cabe às pessoas colaborar para manter o projeto vivo. Lutamos muito para ter isso em Blumenau — comenta Sueli Amaral, presidente da ONG Hachi, defensora da assistência e do bem-estar animal.

Fonte : Jornal de Santa Catarina

Fan Page da Prefeitura de Blumenau

Cães fazem a festa e lotam o Parque Ramiro ?

A primeira edição do Cão no Parque foi um verdadeiro sucesso ? Um montão de gente aproveitou esse final de semana de sol pra dar uma passadinha lá no Parque Ramiro e curtir o evento com seu peludo!

Segundo a organização, a iniciativa foi super positiva e nenhum incidente foi registrado! Uma pesquisa foi realizada com cerca de 400 visitantes para saber o que as pessoas acharam do evento e caso o resultado for positivo, os bichinhos vão sim continuar visitando o nosso parque uma vez por mês.

(Fotos: Eraldo Schnaider)

pmb