Home > Dicas > CACHORROS E GATOS X CHOCOLATE: ISSO NÃO É NADA BOM!

CACHORROS E GATOS X CHOCOLATE: ISSO NÃO É NADA BOM!

 

Está aberta a época mais doce do ano e junto com os chocolates da Páscoa, vem os olhares pidões dos cachorros e gatos só “por aquele pedacinho”.
O que muita gente não sabe, é que ao ceder aos pedidos dos animais, podemos colocar a vida deles em risco.
A substância que faz mal tem nome: chama Teobrimina. Presente em chocolates e doces, ela estimula o sistema nervoso e o fluxo sanguíneo nos animais, podendo prejudicar os pulmões, rins e até causar parada cardíaca, convulsão e morte.
Por isso, lembre-se não divida seu chocolate com seu melhor amigo de quatro-patas!
Compartilhe!
#chocolatenao #pascoasemchocolate #dicasdahachiong

Muita gente não sabe, mas o mesmo chocolate que faz a vida da gente feliz pode ser uma ameaça – fatal! – para nossos cães e gatos. Por isso é bom não descuidar!

Sério? Pode matar? Por que chocolate faz mal para cachorros?

Isso acontece porque o chocolate possui teobromina, que é tóxica para os cães. O fígado deles não consegue metabolizar essa substância com a mesma rapidez do nosso. Com isso, o corpo do animal passa a trabalhar de forma não costumeira, gerando uma série de sintomas. Em casos extremos, a ingestão de chocolate pelo animal pode sim ser fatal!

Por isso a preocupação em épocas como a da Páscoa, onde a oferta de chocolate dentro de casa explode. No entanto, perceba: falamos de chocolate, e não apenas de ovos de Páscoa.  Bolos, cupcakes, bebidas, doces… tudo que envolve chocolate é perigoso para cães e gatos! Dentre as coisas todas da Páscoa, só mesmo a relação entre os animais pode ser considerada boa.

Sintomas da intoxicação de cães por chocolate – como identificar? Quando começa? Quanto tempo dura?

Bem, em geral a intoxicação por chocolate costuma se manifestar entre 6 e 12 horas após a ingestão e podem durar até 3 dias. Seus sintomas mais comuns são:

  • Diarreia
  • Vômito
  • Ingestão exagerada de água
  • Urina excessiva
  • Excitação
  • Tremores
  • Taquicardia
  • Elevação da Temperatura
  • Respiração acelerada
É importante notar que esses sintomas podem aparecer juntos ou isolados, por isso é bom vigiar o animal. Em épocas de alto consumo de chocolate – como Páscoa e Dia dos Namorados, pode ocorrer do pet consumir chocolate sem que você perceba. Pessoas que frequentam sua casa podem servi-lo, ou mesmo pode acontecer dele “roubar” algum pedaço sobre a mesa ou algum outro móvel. Cuidado!

 

 

Qual quantidade de chocolate faz mal ao cão? Ele precisa comer muito para passar mal?

Isso vai variar em muitos aspectos, em razão principalmente de:

  • O tipo de chocolate inserido – quanto mais puro pior, e sendo assim os mais amargos são mais prejudiciais do que os mais doces – em alguns casos um é 8 vezes mais nocivo do que o outro.
  • A quantidade de chocolate ingerida – essa é simples, não precisamos explicar, não é mesmo?
  • O porte do animal – quanto menor, mais suscetível
  • A idade do animal – filhotes, em especial, tem mais predisposição aos problemas.
  • Atenção: podemos achar que um pedaço “apenas” não faz mal. Não é verdade! A ingestão de cerca de 100 gramas por um cachorro de 2 quilos já pode ser fatal a ele! 

     

    O perigo do “pedacinho”

    Em geral as pessoas oferecem pequenos pedaços de alimentos que costumam ingerir aos seus pets.  O grande perigo, no caso do chocolate, é que uma vez apresentado ao sabor adocicado o animal irá buscar pela casa novos pedaços. Ele “pedirá” aos donos e demais membros da casa novas porções. E de porção em porção, é fácil ingerir uma quantidade extremamente nociva, que possa causar, por exemplo, problemas gastrointestinais e neurológicos.

    Então, já viu: nada de ceder ao olhar pidão do pet!

     

    E quanto aos gatos? Chocolate também faz mal aos felinos?

    Sim, pelas mesmas razões que faz mal aos cães, o chocolate – assim como a cafeína – também faz muito mal aos nossos amigos bichanos. Portanto, todas as recomendações acima valem também para os gatos.


    Alternativa

    Existem chocolates especialmente desenvolvidos para pets. Eles têm aroma similar ao nosso, mas sua composição de massa é bastante diferente – não sendo, portanto, nocivos. Cabe a você decidir se deve ou não dar o mimo ao seu pet. De qualquer forma, como em todos os casos de petiscos e agrados, sugerimos equilíbrio para evitar uma super alimentação.

    Fonte:Animale

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com