Home > Crueldade Nunca Mais > Obrigado a todos que assinaram – 1000 assinaturas Blumenau

45200017280877

O Movimento Crueldade Nunca Mais e o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal marcaram presença em Brasília nesta segunda-feira (21/05/2012), na reunião da comissão de juristas do Senado, a qual é responsável pela elaboração do anteprojeto do novo Código Penal Brasileiro. Fomos acompanhados e apoiados nesta ação pelo Deputado Feliciano Filho, sempre determinado em atuar na proteção dos animais! O objetivo deste encontro foi apresentar aos juristas cerca de 160.000 assinaturas, recolhidas em todo o país, em apoio à carta aberta denominada “Pelo Avanço da Proteção Penal ao Meio Ambiente e aos Animais”. Pleiteamos que as penas para quem comete crimes contra animais sejam RIGOROSAS no novo Código Penal, de forma que estas crueldades possam ser efetivamente INIBIDAS. A histórica manifestação Crueldade Nunca Mais ocorrida em janeiro foi citada aos juristas para exemplificar o anseio popular por penalizações mais severas, e também foram apresentados estudos que relacionam a crueldade contra os animais com outros crimes, para demonstrar que quem os agride frequentemente também representam um perigo potencial para a sociedade. Caso não haja prorrogação no prazo estabelecido pelo Senado, o texto do anteprojeto deve ser finalizado e apresentado em alguns dias. Assim que este documento se tornar público vamos divulgá-lo amplamente. Depois disso este texto deverá se tornar um Projeto de Lei que tramitará no Senado e na Câmara dos Deputados. Vamos acompanhar de perto todo este processo! AGRADECEMOS IMENSAMENTE a todos protetores de animais que trabalharam arduamente saindo às ruas para protestar e coletar assinaturas. Também AGRADECEMOS a todas as pessoas sensíveis ao sofrimento dos animais que assinaram e divulgaram nossa petição. Vamos continuar atentos e firmes em defesa dos direitos dos animais, SEMPRE! Crueldade Nunca Mais! www.crueldadenuncamais.com.br

 

Seis anos de cadeia para quem maltratar e matar animais

 

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*